Projeto arquitetônico

Toda obra começa no projeto arquitetônico, elaborado por um arquiteto ou engenheiro civil. O projeto contém a planta baixa do imóvel, cortes, cobertura, fachadas e especificações das aberturas (portas e janelas).
O trabalho do profissional garante que os espaços sejam bem aproveitados, tenham uma boa circulação, funcionalidade e conforto térmico.
Depois é preciso aguardar a aprovação do projeto final na prefeitura, que verifica se tudo está de acordo com o código de obras do município em questão. Só então é feita a matrícula do imóvel e emitido o alvará de construção.

Projetos complementares

Além dos engenheiros civis e arquitetos responsáveis pelo projeto arquitetônico, também é necessário incluir os profissionais responsáveis pelos projetos complementares. Entre eles estão: projetos estruturais, instalações hidráulicas, elétricas e de telefonia.

Elaboração do orçamento

O orçamento é entregue para a construtora e deve listar a estimativa de gastos com materiais básicos, equipamentos e serviços prestados pelos profissionais envolvidos em toda a obra. Como base, as construtoras consideram o Custo Unitário Básico de Construção (CUB/m²), indicador que varia de região para região.

Planejamento da Obra

Um bom planejamento é essencial para evitar o desperdício de materiais, a ociosidade da mão de obra e garantir que o cronograma seja cumprido. Para isso, muitas construtoras usam softwares para definir precisamente os custos de cada etapa e a mão de obra necessária.

Serviços preliminares

Antes da obra começar, o terreno é fechado para proteger os materiais, ferramentas e maquinário, além de evitar a entrada de pessoas não autorizadas.
Depois, os pedreiros montam o canteiro de obras, além das instalações temporárias de água e energia elétrica. A limpeza do terreno, terraplanagem e compactação do solo são executados nesta etapa.

Fundações

As fundações são estruturas responsáveis por distribuir a carga da construção para o solo, evitando trincas e rachaduras. A composição da fundação varia em função do tipo de solo e das características de cada construção.

Estruturas

Nessa etapa da obra são instaladas as peças estruturais (pilares, vigas e lajes) que conferem sustentação e dão forma à construção.

Alvenaria

Com as estruturas de sustentação montadas, a execução da alvenaria é iniciada. Nesta etapa, as paredes são levantadas e já é possível ver o desenho de todos os cômodos. Por fim, são feitos o chapisco e o reboco para deixar a superfícies prontas para receber os revestimentos.

Cobertura

A cobertura é a fase de montagem do telhado, que pode ser de telhas cerâmicas, metálicas, concreto, fibrocimento, entre outros.
São instaladas calhas, rufos e rincões para a captação e o escoamento da água pluvial.

Instalação elétrica

Nesta etapa, o eletricista passa os fios pelos conduítes, instala tomadas e interruptores, prepara os bocais para as lâmpadas e liga os disjuntores.

Instalação hidráulica

A condução dessa fase cabe ao encanador, que prepara, com ajuda dos pedreiros, as valas para a passagem dos encanamentos, coloca e liga os canos de águas pluviais e os canos de esgoto e liga a água da rua.

Instalações complementares

Entre as instalações complementares está a instalação de gás, ar condicionado, chuveiros, banheiras, etc. A infraestrutura de cabos e equipamentos para a recepção de serviços de telefonia, internet e televisão a cabo são feitas nesta etapa.

Gesso

Após a conclusão das paredes acontece a aplicação de gesso. As sancas podem ser abertas ou fechadas, mas sua colocação costuma ser feita pelo proprietário.

Revestimentos e demais acabamentos

Na maioria dos casos, os empreendimentos são entregues com pisos cerâmicos e azulejos somente nas áreas molhadas. Os demais ambientes costumam ficar somente no contrapiso, o que é vantajoso para o morador escolher o revestimento que preferir para cada ambiente sem fazer uma reforma.

Esquadrias

A instalação de portas e janelas é uma das últimas etapas da construção. No mercado, existem diversos tipos de esquadrias, que podem ser de metal, alumínio, madeira, PVC e vidro temperado. É recomendado fazer a impermeabilização dos esquadros que irão receber as esquadrias, evitando infiltrações e aborrecimentos ao longo do tempo.

Pintura

A pintura marca a fase final do acabamento das paredes e do teto. Como se trata de um reboco novo, primeiramente os pintores lixam as superfícies para remover as irregularidades. Em seguida, corrigem pequenas imperfeições com massa corrida, lixando-as, novamente, após secarem.

Áreas externas

A última etapa da obra é a execução das áreas externas, que recebem os pisos antiderrapantes, a pintura e o plantio de grama e cultivo de jardins.
As áreas comuns, como piscina, quadra e salão de festas são acabadas nessa fase.

Limpeza final

Antes da entrega das chaves, os apartamentos recebem uma limpeza pós-obra para a remoção de vestígios de pó que ficaram nos ambientes durante a construção. Assim, quando os clientes chegarem para a vistoria conseguirão enxergar melhor cada detalhe.

Entrega das chaves

Com a conclusão da obra, chega o momento da entrega das chaves. Após o registro do imóvel, com o pagamento do ITBI (Imposto Sobre Transmissão de Bens Imóveis), a construtora agenda uma vistoria com o proprietário.
Uma etapa fundamental antes da entrega das chaves é a emissão do Certificado de Vistoria de Conclusão de Obras (CVCO) pela prefeitura, documento que atesta que o imóvel foi construído de acordo com a legislação vigente e sua ocupação é permitida.
Na entrega das chaves é convocada uma assembleia geral, onde os moradores aproveitam para votar e escolher o síndico.

 Fonte: www.lopes.com.br/blog